Início Gestão Como otimizar o cadastro de produtos no e-commerce?

Como otimizar o cadastro de produtos no e-commerce?

cadastro-de-produtos

O cadastro de produtos é uma das atividades essenciais em um e-commerce, visto que está ligado à apresentação do site que o público terá acesso sempre que visitar a loja virtual. Por se tratar de uma questão tão relevante, ele deve ser feito de forma cuidadosa e planejada, visando chamar a atenção das pessoas e contribuir para aumentar as conversões.

Neste artigo, vamos explicar melhor essa importância, o papel de uma plataforma de e-commerce, além de oferecer algumas dicas que vão ajudar a otimizar o processo. Continue a leitura e amplie seus conhecimentos sobre o assunto!

 

A importância de ter um bom cadastro de produtos

Como em uma loja virtual o cliente não tem o contato direto com os itens, é o cadastro que se torna o atrativo para concluir a compra. É por isso que o uso de fotos de boa qualidade e descrições completas, que detalham bem as características das mercadorias, são de suma importância.

Assim sendo, é preciso planejar bem essa estratégia e colocá-la em prática da melhor forma possível. Nesse momento, deve-se deixar a ansiedade de colocar a loja no ar de lado e trabalhar bem o cadastro de produtos — lembrando que ele é um dos fatores mais importantes do site.

Tudo começa por aí. Se as descrições não são atrativas ou então apresentam informações insuficientes, dificilmente os visitantes vão se sentir confiantes para concluir a compra — isso afeta diretamente o número de conversões na sua loja virtual.

O papel de uma plataforma nesse processo

Uma plataforma de e-commerce robusta ajuda a automatizar e aprimorar o cadastro dos produtos. Com uma boa solução, o gestor pode contar com diversos recursos voltados para essa atividade, como é o caso da criação de filtros e a disponibilidade de funcionalidades para a otimização para os buscadores orgânicos (SEO).

7 dicas para otimização de cadastro de produtos

Agora que você já entende melhor a importância do cadastro de produtos, vamos oferecer 7 dicas importantes para que esse processo seja otimizado e ajude a aumentar as vendas na sua loja virtual. Acompanhe!

1. Categorize os produtos

É importante incluir os produtos dentro de categorias que sigam uma linha de raciocínio comum a eles, de forma que realmente faça sentido. Isso vai facilitar a localização por parte do usuário e tornar a navegação mais amigável. Sendo assim, agrupe os itens da maneira correta, deixando próximas mercadorias semelhantes entre si.

2. Utilize técnicas de SEO

O lojista também precisa se preocupar com questões ligadas a SEO, como bom título, descrição de produto completa e uso das palavras-chave corretas — elas estão ligadas aos termos utilizados pelos clientes na hora de fazer as buscas pelas mercadorias. Utilizar esse recurso adequadamente facilita o encontro dos itens de maneira mais ágil.

O objetivo é tornar o site mais eficiente para o público, com base no comportamento que ele tem pesquisado na internet. É sempre importante lembrar que a demora do usuário em encontrar o que precisa é um dos fatores que aumentam as taxas de abandono de carrinho da loja virtual. Conheça mais alguns aspectos ligados ao SEO nos próximos tópicos.

URL amigável

A URL precisa conter a palavra-chave, uma vez que isso faz muita diferença na busca orgânica. Dessa forma, o resultado da pesquisa mostra os termos em negrito, atraindo a atenção dos usuários e contribuindo para aumentar a taxa de cliques.

Meta Description

Trata-se do texto que o buscador exibe nos resultados e fica identificado abaixo do título dos produtos. Apesar de esse fator não influenciar diretamente o ranqueamento, ele ajuda a aumentar a taxa de cliques — e isso leva à melhoria do posicionamento dos resultados no Google.

Meta Keyword

Trata-se da definição dos termos mais utilizados pelos usuários ao buscar pelos produtos no site (palavra-chave). Esse item ajuda a aumentar a relevância do e-commerce nos resultados da busca.

3. Padronize a disposição das informações

Outro fator que faz diferença no cadastro dos produtos é a padronização dos registros nas páginas das mercadorias. Isso confere um visual mais organizado, profissional e ajuda o público a encontrar as informações de que precisa com mais facilidade.

4. Tome cuidado ao cadastrar informações de pesos e medidas

Os pesos e as medidas influenciam diretamente o valor do frete, por isso, o cuidado ao registrar essas informações deve ser redobrado. Qualquer erro pode alterar o custo do transporte, o que pode fazer as pessoas desistirem de uma compra ou tornar o frete exibido muito barato — gerando prejuízos financeiros para a loja.

5. Designe um responsável pelo processo

O ideal é que uma ou mais pessoas fiquem responsáveis pelo cadastro de produtos. Isso ajuda a manter as informações padronizadas, com o mesmo estilo de escrita e a evitar erros ou discrepâncias entre as páginas dos itens.

6. Aposte no cross-selling

Cross-selling é a prática de oferecer produtos que se complementam (ou seja, uma venda cruzada), a fim facilitar a navegação dos consumidores e aumentar o ticket médio da loja.

7. Conte com uma plataforma para automatização do processo

Contar com uma plataforma de e-commerce ajuda a facilitar o processo e a torná-lo mais eficiente. Os resultados são ainda melhores quando ela permite a integração com outros sistemas utilizados (como o ERP) e a realização de cadastros e atualizações em massa.

No caso do ERP, a rotina fica ainda mais otimizada, visto que facilita a atualização dos preços e do estoque — tudo de forma automatizada. Com isso, se as mercadorias já estão cadastradas nesse sistema de gestão, o registro na loja virtual fica bem mais fácil e simples, uma vez que a integração já faz isso automaticamente.

Outros aspectos que fazem diferença são os controles dos status do pedido — se já foi feito o pagamento, enviado ou entregue — e das baixas quando a entrega é concluída.

Para realizar um bom cadastro de produtos é fundamental ter originalidade, criatividade e autenticidade, a fim de colocá-los nas melhores posições no ranking do Google. Tudo isso ajuda a alcançar ótimos resultados, conquistar novos visitantes e aumentando as vendas.

Baixe o case: migração
Livraria Florence
Saiba como a Florence teve um crescimento 126% no tráfego orgânico e de 85% na receita desse canal após a mudança de plataforma!

Quero ler o e-book agora!