Início Gestão Como montar uma loja virtual integrada ao marketplace?

Como montar uma loja virtual integrada ao marketplace?

como-montar-uma-loja-virtual-integrada-ao-marketplace

Você já tem uma loja física, está satisfeito com o retorno que ela tem dado, os clientes gostam dos produtos e você consegue um bom faturamento mensal. Isso é ótimo, mas um lojista que queira continuar nesse ambiente competitivo de vendas precisa saber como montar uma loja virtual. Com o avanço da tecnologia e das facilidades que ela proporciona, é cada vez mais interessante abrir um espaço do próprio comércio no meio digital.

Isso porque as compras online têm aumentado cada vez mais e a tendência é que esse crescimento não pare. Só no primeiro semestre de 2018 o setor teve um faturamento de R$23,6 bilhões, o que representa uma expansão de mais de 12% referente ao ano anterior. Além disso, muitos comerciantes estão obtendo maiores lucros ao realizar a integração do e-commerce com um marketplace.

Acompanhe a leitura deste texto e saiba tudo o que você precisa para se estruturar bem na web e quais as vantagens que sua marca terá!


Como montar uma loja virtual do zero

De início é preciso fazer uma breve diferenciação entre os conceitos de e-commerce e marketplace. O primeiro se refere a uma loja própria, que vende somente os seus produtos. Pode ser usado um site ou uma plataforma para mostrar as mercadorias disponíveis. Já o marketplace reúne vários varejistas em uma mesma plataforma.

Cada um tem suas vantagens e peculiaridades. O marketplace, em geral, permite uma visibilidade grande, mas a facilidade para chegar a ele é maior quando já existe a própria loja online. Veremos essas vantagens a seguir, mas antes vamos considerar o que é necessário para montar uma loja virtual.

Pensar em segurança

A segurança precisa estar garantida para os dois lados. É indispensável evitar fraudes para que não se tenha prejuízos. Já em relação aos consumidores, é imprescindível oferecer um ambiente virtual onde eles se sintam seguros ao realizar as compras e não tenham seus dados roubados. Existem diversos selos de comprovação de proteção nos quais o lojista pode investir.

Contar com vários meios de pagamento

Cada cliente tem uma preferência diferente. Generalizá-los e pensar que todos vão preferir cartão de crédito como forma de pagamento pode levar ao erro. O ideal é dispor de todos os meios possíveis: cartão de débito e crédito, boleto bancário, transferência entre contas.

Uma possibilidade é trabalhar com intermediadores e gateways de pagamento, pois eles costumam oferecer todas essas possibilidades com diversas bandeiras de cartão e ainda com aumento da segurança.

Possibilitar um checkout rápido

Um dos principais objetivos de quem opta por comprar online é a facilidade e a comodidade que esse meio costuma oferecer. Dessa forma, um gestor que não tem cuidado com essa etapa final pode perder clientes pela dificuldade em finalizar o pagamento.

É recomendado que, antes de inserir os itens no carrinho, o cliente já possa calcular o frete. O formulário para colocar os dados e fechar a compra precisa pedir apenas o que for realmente necessário.

Saber a legislação

As regras para quem vende online são diferentes daquelas da forma presencial. Isso porque a legislação dá uma proteção maior ao consumidor da web, pela desvantagem que ele tem de não poder ver de forma detalhada e tocar no item que ele está adquirindo antes do pagamento.

A Lei do E-commerce impõe ao gestor algumas obrigações, como a de oferecer o direito do arrependimento, por exemplo.

Ter uma plataforma eficiente

Quando se tem uma plataforma apropriada, não há muita dor de cabeça para o varejista pensar em diversos detalhes. Entre as características que ela é capaz de entregar estão: segurança, maior facilidade com a gestão de produtos, possibilidade de customização, controle de métricas sobre vendas e comportamento do consumidor.

E o principal de todos os atributos é a viabilidade de fazer integração com um marketplace, o que dará ao lojista mais oportunidades de vendas e outros benefícios, que veremos em seguida.

Vantagens de uma loja virtual integrada ao marketplace

Além de ter uma loja online, que permite atender inúmeras pessoas ao mesmo tempo, em qualquer dia da semana e qualquer hora do dia, ao integrá-la a um marketplace ― como Americanas, Submarino, Mercado Livre ― os benefícios se multiplicam. Confira alguns!

Visibilidade

Como o marketplace é bem conhecido e acessado por milhares de visitantes ao mês, as chances de aumentar a visibilidade sua marca  e seu e-commerce receber mais tráfego aumentam. Por ser como um shopping virtual, é como se seus produtos estivessem expostos nas maiores vitrines de um estabelecimento de renome.

Ganhos na estrutura

Estruturar-se de forma digital não é fácil no começo. É preciso investir em alguns recursos na plataforma para que a loja fique otimizada. Ainda assim, os resultados costumam aparecer em longo prazo. Fazer a integração facilita esse processo e acelera o retorno de tudo o que foi investido.

Aumento de vendas

É muito mais fácil vender quando suas mercadorias estão expostas em um local que já conta com reconhecimento, tradição no mercado, boa estrutura e grande volume de tráfego. Além disso, usuários que estejam comprando de outras lojas no marketplace também têm a possibilidade de, junto dessas aquisições, adicionar itens da sua loja no mesmo carrinho. Essa facilidade tende a trazer mais lucro para todos os expositores.

Aproximação e lealdade

A oportunidade de estar mais perto ainda dos seus clientes se intensifica por meio da notoriedade que o marketplace proporciona. Com a autoridade que sua marca ganha, mais pessoas tendem a se aproximar. E com a segurança que você, aos poucos, proporciona, mais elas tendem a se manter leais quando precisarem adquirir produtos que sua loja comercializa.

Ainda que existam boas práticas e regras de como montar uma loja virtual otimizada para atrair clientes, os benefícios superam qualquer dificuldade nesse início. O fato de o comerciante já contar com uma loja física é um aspecto que facilita a entrada no meio digital. Além disso, integrá-la a um marketplace pode ser o diferencial para alavancar os resultados almejados.

Baixe o e-book: montar
e-commerce de sucesso
Saiba como aproveitar um mercado que movimenta quase R$60 bilhões por ano ao iniciar uma operação online de sucesso!

Quero ler o e-book agora!