Início Vender em Marketplace Como vender no marketplace magazine luiza?

Como vender no marketplace magazine luiza?

como-vender-marketplace-magazine-luiza

Em meio a uma concorrência crescente no mercado online, é muito importante que os lojistas estejam atentos às tendências atuais e busquem maneiras de se manterem competitivos.

Uma das maneiras de conseguir isso é diversificar suas formas de captação e vendas, por meio da disponibilização de produtos em um marketplace. Nesse sentido, o Magazine Luiza é um dos maiores players brasileiros desse setor, oferecendo flexibilidade, condições especiais e um universo de mais de 35 milhões de acessos por mês.

Se você quer saber mais sobre as vantagens de fazer essa parceria e de que modo ela pode ajudar a potencializar os resultados do seu e-commerce, continue a leitura!

 

Por que vender no Magazine Luiza?

O Magazine Luiza foi fundado no final da década de 1950 no interior de São Paulo. Ao longo dos anos, tornou-se um dos principais nomes do varejo físico brasileiro. Com o início da disseminação das vendas online no país, a empresa expandiu sua atuação para o comércio eletrônico. Posteriormente, veio a abertura do marketplace, possibilitando que outras lojas vendessem seus produtos nessa plataforma.

Hoje, a rede reúne cerca de 900 lojas físicas espalhadas pelo país e 12 centros de distribuição. O marketplace reúne mais de 1,5 mil sellers (vendedores) diferentes, contribuindo para a expansão crescente da marca. Com ações na bolsa de valores (B3) desde de 2011, tornou-se um dos nomes preferidos dos investidores. Quem investiu R$ 10.000 nas ações da empresa em 2015, hoje tem cerca de R$ 1,7 milhão.

Todos esses motivos fizeram com que o Magazine Luiza se tornasse uma excelente opção para quem deseja expandir a ação da sua loja virtual e alcançar um público maior. Confira abaixo as principais vantagens de vender nesse marketplace!

Maior exposição da marca

Segundo seu site institucional, o portal da Magazine Luiza recebe mais de 35 milhões de acessos mensais. Isso significa expor os seus produtos e sua marca para um universo muito maior de pessoas que seria possível com uma loja virtual individual.

Esse aumento da exposição contribui para o aumento das vendas ao mesmo tempo que permite que novos consumidores conheçam seu e-commerce. Uma estratégia bastante usada por muitos lojistas é usar o marketplace como um canal de captação de novos clientes e depois realizar ações para fidelizá-los na própria loja virtual, onde as margens de lucro são maiores.

Empréstimo de credibilidade

O Magazine Luiza é uma das lojas mais conhecidas e consolidadas do varejo no país. Além disso, seu e-commerce é classificado na categoria diamante do Selo Ebit. As pessoas compram e confiam no Magalu há anos, fazendo com que a empresa tenha se consolidado no imaginário de compras do brasileiro.

Essa reputação construída ao longo dos anos, e difícil de alcançar por players menores, empresta uma grande credibilidade ao lojista que disponibiliza seus produtos no marketplace. Esse é um fator fundamental para reduzir a incerteza comum em compras online, principalmente nos consumidores que não têm o costume de realizar esse tipo de transação, e aumentar o número de conversões.

Estrutura e suporte

Uma das vantagens de vender em um grande varejista é poder contar com uma estrutura consolidada e otimizada para a geração de conversões. Nesse aspecto, entram desde um design concebido para proporcionar a melhor experiência de usuário possível (UX) até a estabilidade de servidor para suportar o aumento de acessos em datas comemorativas em que ocorre pico de visitas.

Além disso, o Magazine Luiza conta com uma equipe especializada para oferecer suporte ao lojista, facilitando o processo de resolução de problemas.

Diversidade de categorias

O principal foco do marketplace Magazine Luiza são as categorias abaixo:

  • móveis e decoração;
  • eletrodomésticos;
  • celulares;
  • eletroportáteis;
  • ar e ventilação;
  • TV e vídeo;
  • informática;
  • utilidades domésticas;
  • automotivo;
  • beleza e saúde;
  • games;
  • casa e jardim;
  • ferramentas.

Além desses, existem outros segmentos de atuação. Para conferir a lista completa de produtos aceitos, é preciso consultar o site da empresa, uma vez que as categorias estão em constante mudança e expansão. Assim, é possível ver se sua empresa pode explorar esse novo canal de vendas e ampliar as vendas do e-commerce.

Como vender no marketplace Magazine Luiza?

Para começar a vender no marketplace Magazine Luiza, é preciso executar alguns passos principais e atender às recomendações da empresa. Confira as etapas principais!

1. Cadastrar no site

Para iniciar a parceria de vendas, é necessário realizar um cadastro no site da organização. Lá, serão pedidas algumas informações importantes da empresa, que mostrem que você já tem um negócio formado e que atua no ramo de varejo. Entre elas estão o número de CNPJ, nome fantasia da loja virtual e site do e-commerce. É nesse passo também que você deverá indicar qual sua plataforma de e-commerce utilizada.

Após os dados básicos, também será necessário preencher as formas de contato com sua empresa e dados financeiros do empreendimento. Por fim, é necessário aguardar a aprovação desse cadastro inicial que é feita a partir das informações concedidas. Por isso, é muito importante ter atenção na hora de fornecer esses dados.

2. Enviar documentação necessária

Após o preenchimento e aprovação do cadastro, serão requisitadas as cópias de alguns documentos que comprovem a atuação da sua empresa e regularidade jurídica. Entre eles, podem ser pedidos:

  • CNPJ;
  • CNAE Varejista;
  • Consulta Pública ao Cadastro do Estado do Parceiro (SINTEGRA – ICMS);
  • Certidão Negativa de Débitos (CND Federal);
  • Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT);
  • CND Estadual;
  • Contrato/Estatuto Social atualizado do Parceiro;
  • Certidão simplificada do SINREM.

Após o envio e aprovação da documentação, sua loja virtual estará apta a vender no marketplace Magazine Luiza. Ao fim da negociação, será assinado o contrato de parcerias, em que serão discriminados os termos que devem ser seguidos pelas duas partes e as taxas e comissões. É muito importante prestar atenção em todas as regras do programa, para evitar problemas e penalizações posteriores.

3. Fazer a integração de sistemas

Por fim, após aprovação do seu cadastro, é fundamental estruturar de que maneira será realizada a rotina de envio de produtos e gestão de pedidos no marketplace. Para isso, contar com a ajuda de uma ferramenta integradora é fundamental. É ela que unificará as informações das vendas nesse novo canal com a dos outros sistemas utilizados em seu e-commerce, automatizando o gerenciamento diário e evitando erros.

Quais as vantagens da integração e-commerce e marketplace?

Os clientes da Tray Corp contam com a parceria com a IntegraCommerce para fazer a integração com o marketplace Magazine Luiza de maneira mais facilitada. Nela, é possível integrar as informações de ERP e plataforma de e-commerce, agilizando e automatizando o cadastro e atualização de produtos no marketplace e o acompanhamento dos pedidos.

Os principais recursos oferecidos são:

  • envio de produtos;
  • compartilhamento de informações de estoque;
  • cadastro de preços;
  • recebimento de pedidos;
  • sincronização e atualização de status dos pedidos.

Dessa forma, fazer a integração do seu e-commerce com o marketplace a partir de uma ferramenta com essa permite uma série de vantagens. Confira!

Automatiza processos

Com a integração de plataforma é possível conectar os diferentes sistemas utilizados na loja virtual e automatizar os processos de cadastro e atualização de dados. Assim, eliminam-se etapas manuais e trabalhosas no trabalho de vendas em marketplace.

Reduz a chance de erros

Toda ação manual está sujeita ao erro humano. Assim, tornar os processos automatizados digitalmente é uma forma de reduzir falhas que podem comprometer o faturamento e a experiência do consumidor.

Imagine, por exemplo, disponibilizar uma unidade de produto no marketplace que já foi vendido no e-commerce, devido a um erro de cadastro? A integração dos diversos sistemas com o marketplace ajuda a diminuir as chances de isso acontecer.

Facilita a análise de dados

Como todas as informações ficam concentradas em um único lugar, na plataforma de e-commerce, é mais fácil ter uma visão geral do negócio e enxergar os pontos de melhoria. Em vez de ter que lidar com diferentes painéis administrativos, é possível realizar a gestão em apenas um único sistema, facilitando as rotinas diárias e a tomada de decisões.

Lembrando que a análise de dados é uma etapa fundamental para o processo de melhoria contínua que leva ao crescimento sustentável do empreendimento. Nos dias de hoje, o tempo é um dos ativos mais importantes. Por isso, quanto mais rápido se tomar decisões, mais chances de se ter sucesso em um mercado cada vez mais competitivo.

Em suma, vender no marketplace Magazine Luiza é uma excelente estratégia para levar sua loja virtual para o próximo estágio, contribuindo para o aumento de vendas e a atração de novos clientes. Fazer esse passo com a ajuda de um integrador e uma plataforma de e-commerce de alta performance, potencializa esse processo e as chances de crescimento.

Para mais dicas de como ter sucesso no mercado online com a venda em marketplaces, baixe o nosso e-book especial sobre como a Mpozenato alavancou seus resultados com a exploração desse canal!

Baixe agora o e-book Como alavancar o seu e-commerce com a venda em marketplaces