Como contratar uma loja virtual ideal para o seu negócio? - Tray Corp

Como escolher e contratar uma loja virtual ideal para seu negócio?

Você sabe quais são os fatores que devem ser considerados ao contratar uma loja virtual para começar a vender online? Não? Que tal, então, tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto? Acesse o blog e confira!

Quer saber o que deve ser avaliado ao contratar uma loja virtual? Leia um artigo completo sobre o assunto, dos processos internos até o que deve ser procurado. Acesse e confira!

Por mais que a tecnologia ofereça inúmeros benefícios para o dia a dia de trabalho de qualquer negócio, ela também representa um aumento na concorrência. Dessa forma, é preciso encontrar soluções que potencializem o desempenho, por exemplo, das vendas. Porém, ao contratar uma loja virtual para iniciar o seu trabalho online, é fundamental levar alguns fatores em consideração.

Afinal, não é porque você contratou uma plataforma que, necessariamente, ela vai ajudar a sua loja a conseguir vender mais. O trabalho começa internamente, organizando um responsável, traçando os objetivos, enfim, entendendo o que é preciso para se manter competitivo no segmento. Depois, é hora de ir ao mercado para encontrar as soluções mais adequadas para alcançar o sucesso.

Mas você sabe o que deve considerar dentro desse processo tão importante? Da reputação da plataforma até o que os seus concorrentes estão fazendo, tudo precisa ser analisado para que a escolha não se torne uma dor de cabeça no futuro. Descobra a seguir os passos e fatores a serem avaliados ao contratar uma loja virtual e iniciar o seu e-commerce. Confira!


Quais são as atribuições de uma plataforma para loja virtual?

Uma plataforma para loja virtual é, na verdade, o sistema a ser utilizado para gerenciar a infraestrutura do e-commerce. Ou seja, tudo o que possibilita que o consumidor final visualize os produtos que pode comprar até os métodos disponíveis para que realize a transação. Essa estrutura é dividida em duas partes: front end e back end, o que é visto por todos e o que é restrito ao gestor.

A primeira parte representa o que os consumidores finais vão visualizar. O layout, as divisões, os produtos, as formas de pagamento, ou seja, a versão final de um e-commerce.

Já a segunda parte, o back end, é o setor administrativo da loja. Ou seja, o que acontece atrás do balcão: o controle do estoque, o gerenciamento de pedidos aos fornecedores, a verificação de pagamentos, enfim, a gestão da sua loja virtual.

Na prática, portanto, a plataforma para e-commerce tem como principal atribuição garantir que o gestor possa se organizar internamente para oferecer a melhor experiência ao consumidor. Em um só local, é possível controlar tudo o que diz respeito ao seu negócio. A escolha de uma solução é um processo fundamental para assegurar a competitividade da sua loja.

O que analisar internamente antes de escolher uma plataforma?

Mas antes de ir ao mercado para encontrar uma solução, o que precisa ser feito internamente? A partir de algumas ações, a etapa seguinte tende a ser melhor direcionada. Confira algumas dicas!

Mapeie as suas necessidades

O primeiro passo é definir quais são as suas necessidades. A partir do maior entendimento de quem é o seu público-alvo e o que você deseja alcançar, é possível descobrir, por exemplo, quais são as mudanças que precisam ser feitas no layout do seu site. O desafio nessa etapa é avaliar exatamente o que falta para que a sua loja virtual tenha um desempenho cada vez melhor.

Defina objetivos

Com as necessidades em mãos, é hora de traçar os objetivos a serem alcançados ao contratar uma loja virtual. Vender mais? Gerar mais tráfego? Oferecer uma experiência ainda mais completa aos usuários? Ou conseguir promover o seu negócio em um shopping virtual? A partir das metas, a procura por uma plataforma pode ser efetuada de modo mais direcionado e exato.

Designe responsáveis

Além disso, é fundamental se organizar internamente para designar um profissional — ou uma equipe, isso pode variar de acordo com as suas demandas — para lidar com tal tarefa. Dessa forma, torna-se mais fácil concentrar as principais necessidades na busca por uma solução, garantindo, assim, que o processo seja seguido da maneira mais adequada.

Quais os passos para contratar uma loja virtual?

Após a organização interna, é hora de ir ao mercado e avaliar os seguintes fatores para assegurar que o Service Level Agreement (SLA) seja, de fato, positivo para o seu e-commerce. Confira!

Qual o sistema usado pela concorrência?

Ao contratar uma loja virtual, a primeira etapa entre as avaliações consiste na análise da sua concorrência. Afinal, você precisa oferecer, no mínimo, os mesmos recursos aos consumidores, certo? Procure saber quais são as plataformas mais empregadas dentro do seu segmento de mercado e descubra os pontos fracos dos seus concorrentes.

Quais empresas têm boa reputação?

Neste momento, a sua lista já precisa estar mais reduzida. Com a definição das suas necessidades e objetivos, alguns nomes já foram cortados da lista, assim como a avaliação dos seus principais concorrentes, certo? Com os nomes que sobraram, é hora de conseguir um feedback de quem trabalha com essas plataformas para descobrir se a reputação é, realmente, positiva.

Quais são os recursos e inovações oferecidos?

Algumas opções passaram pela etapa anterior? Ótimo, agora é o momento de colocar no papel quais são os recursos e inovações que cada um desses candidatos oferecem. Estão de acordo com os principais players do seu segmento? Adequam-se aos objetivos estipulados anteriormente?

Quais features contribuem para as suas vendas?

Entre os muitos recursos, quais deles contribuem diretamente para as suas vendas? Existem funções, por exemplo, voltadas para a integração entre as lojas física e online? Ou, então, para oferecer diferenciais aos seus clientes, como a opção de um clube de assinatura? É preciso encontrar uma plataforma que, de fato, auxilie no aumento das suas vendas.

Ao avaliar a contratação de uma loja virtual, é fundamental encontrar soluções que possam se adaptar ao seu modelo de negócio, como a Tray Corp. Com integração com os principais marketplaces, uma API pública, funcionalidades omnichannel e um suporte completo, é possível reduzir as dores de cabeça com a gestão e se concentrar em ações mais estratégicas.

cta-novo-ecommerce-b2cPowered by Rock Convert
Solicite uma proposta