Início Plataforma B2B 5 erros na migração de plataforma de e-commerce para você evitar

5 erros na migração de plataforma de e-commerce para você evitar

erros-na-migracao-de-plataforma-de-e-commerce-para-evitar

Em alguns casos, é preciso mudar a plataforma da sua loja online, seja por fragilidade, limitação ou incompatibilidade com as necessidades da empresa. Nem sempre essa é uma tarefa simples, sobretudo quando realizada sem uma organização adequada. Isso pode gerar erros na migração de plataforma de e-commerce.

Se feita corretamente, ela pode trazer excelentes retornos para o seu negócio. Por isso, é indispensável tomar alguns cuidados para que a mudança seja favorável e não afete negativamente o desempenho do seu comércio eletrônico.

Para que você saiba mais sobre o assunto, mostraremos, neste artigo, os 5 principais erros que devem ser evitados nesse processo. Acompanhe!

Os motivos que levam as pessoas a mudarem de plataforma

Instabilidade, suporte de má qualidade, poucas funcionalidades oferecidas, integrações complexas e atualizações limitadas são alguns dos principais motivos que levam as empresas a fazerem migração de plataforma de e-commerce.

Sistemas mais avançados têm mais funcionalidades, as quais, com o tempo, são imprescindíveis para que as lojas virtuais cresçam o seu nível de vendas. Dessa forma, quando essas funções são negligenciadas, podem gerar prejuízos e uma imagem negativa para o seu comércio online.

A flexibilidade de layout também é um fator determinante para essa mudança. Apesar de, inicialmente, as lojas preferirem sistemas de menor custo e com template já pronto, com o tempo, elas demandam páginas mais específicas, que dão a capacidade de realizar outras tarefas de modo fácil e prático, sem limitações.

Se a plataforma não tiver um Sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP), provavelmente a capacidade de crescimento ficará limitada e o trabalho operacional será maior na sua empresa.

A escolha pela migração compreende, consequentemente, as inúmeras necessidades naturais que um comércio eletrônico com mais tempo de mercado tem. Ainda que as motivações sejam diversas entre as lojas virtuais, a essência da mudança é uma só: melhorar a experiência de compra atual, seja com novas funcionalidades ou com o aprimoramento do design, por exemplo.

Portanto, uma plataforma que proporciona atualizações constantes possibilita que o seu e-commerce continue inovando, sem precisar fazer uma nova migração. Todos esses fatores melhorarão a experiência do usuário na sua loja, e isso, como resultado, gerará um maior número de conversões.

As perdas ao migrar de plataforma de maneira errada

A migração é um processo bastante complicado. Nesse sentido, é bom se lembrar de que, durante algum tempo, a quantidade de acessos da sua loja virtual pode ser afetada.

Vale a pena investir em ações de divulgação online, como o Google Ads, para compensar a queda momentânea dos resultados orgânicos. Além disso, a nova plataforma deve conduzir automaticamente o visitante para o novo endereço.

Outro ponto importante são os gastos com suporte e testes. Durante o período de migração, é natural que haja um impacto nas finanças do e-commerce. No entanto, garantir que o escopo do projeto seja compatível com o tempo e alinhar toda a equipe pode evitar gastos excessivos.

Por isso, para que uma migração seja efetiva, a plataforma deve conseguir acompanhar o crescimento da organização. Você deve planejar esse processo desde o início, para evitar grandes impactos negativos no seu negócio. E, para isso, as ferramentas do e-commerce devem ser aperfeiçoadas, assim como a experiência do usuário.

Os 5 erros cometidos ao fazer a migração

1. Não levar em conta o SEO

Migrar de plataforma é, possivelmente, um risco quando se trata de rankings nos motores de busca, devido às possibilidades de perder os resultados já obtidos com as estratégias de marketing digital adotadas.

Não levar em conta o SEO pode se tornar um erro grave, comprometendo os bons resultados do e-commerce nos sites de busca. Nesse caso, é essencial redirecionar a URL do conteúdo durante o processo de migração, investir em uma descrição otimizada e detalhada de itens, além de dividir os produtos em categorias para facilitar que o usuário encontre a sua loja.

2. Não fazer um bom planejamento

Esse talvez seja um dos erros mais comuns. Um bom planejamento compreende a definição de objetivos, de mudanças nos processos, de prazos de etapas devidamente estabelecidos, de orçamento, de metas de crescimento, entre outros fatores associados à migração.

Vale destacar que alguns pontos devem ser levados em consideração, para garantir que a expansão do seu e-commerce seja bem-sucedida. São eles:

  • verificar o registro do domínio;
  • avaliar se os certificados de segurança vão funcionar na nova plataforma;
  • guardar os registros de processos atuais da loja;
  • verificar se a migração dos dados foi feita devidamente;
  • realizar testes na plataforma.

3. Escolher uma plataforma que não ofereça suporte na migração

Optar por uma empresa que não ofereça suporte técnico integral e de qualidade na migração pode ser um problema para as lojas virtuais. Isso pode deixar o seu comércio eletrônico com dificuldades sérias e gerar custos extras.

4. Mudar drasticamente o layout

Muitas plataformas virtuais modificam o seu layout inesperadamente, o que deixa os seus clientes surpresos. Alguns deles podem não encontrar os produtos ou serviços com facilidade. Isso pode impactar a usabilidade da página e dificultar o processo de compra dos consumidores, resultando em perda de conversão.

5. Não treinar a equipe

As empresas tendem a criar resistência e negatividade às mudanças. Por isso, é essencial que você, gestor, não se esqueça de realizar treinamentos e de apresentar a plataforma com antecedência à equipe. Deixar os colaboradores familiarizados evita possíveis dúvidas e problemas.

A importância de fechar parceria com uma empresa de confiança

A migração de plataforma de e-commerce envolve vários aspectos que podem afetar diretamente o seu negócio. Portanto, para evitar os erros destacados acima, é fundamental escolher uma plataforma que ofereça as melhores condições e atenda às suas necessidades no menor tempo possível.

Dessa forma, contar com um bom parceiro para auxiliar nesse processo de migração faz com que você reduza as chances de ter problemas nessa etapa tão importante para o crescimento do seu negócio online.

Se você ainda tem dúvidas sobre esse processo e quer se informar mais, confira o nosso artigo sobre as vantagens e desvantagens das plataformas open source de e-commerce!