Início Pagamentos Gateway de pagamento: como funciona e quais são suas vantagens?

Gateway de pagamento: como funciona e quais são suas vantagens?

gateway-de-pagamento-ecommerce

Com o crescimento da utilização da internet e da prestação de serviços online, os gestores precisam estar cada vez mais atentos às questões de infraestrutura da loja virtual que garantam eficiência e segurança para o consumidor. Isso é ainda mais importante para os lojistas que estão começando agora a investir em uma loja online. Por isso, precisamos falar sobre gateway de pagamento.

Neste texto, abordaremos como funciona esse tipo de ferramenta, as vantagens, algumas diferenças para outras modalidades de suporte de pagamento online e, por fim, apresentaremos algumas possibilidades do mercado. Continue a leitura e fique por dentro dessa tendência!

 

Gateway de pagamento: definição e características

O gateway de pagamento é uma interface que viabiliza a transmissão de dados entre os clientes, comerciantes e os bancos durante os pagamentos da loja virtual. Em outras palavras, podemos descrevê-lo como uma parte integrante da estrutura do e-commerce que o permite realizar transações financeiras.

Ainda com dúvidas? Então, veja a seguir um processo resumido da atuação do gateway de pagamento: primeiramente, o consumidor adiciona os itens desejados no carrinho da sua loja online e faz o checkout. Em seguida, o usuário fornece os dados para pagamento e finaliza a compra.

O próximo passo é o processamento do pagamento e é aqui que o gateway atua. Ele entrará em contato com as adquirentes (operadoras de cartão, como Cielo, Rede e Stone) e verificará a validade dos dados. Por fim, se as informações estiverem corretas, a compra é finalizada.

É importante destacar que essa modalidade não recebe o pagamento, uma vez que é responsável pelo transacionamento de valores entre as instituições bancárias e de crédito e o e-commerce.

Diferença entre o gateway e intermediadores

De uma forma genérica, os intermediadores de pagamento possuem a mesma função do gateway: interligar o cliente, o comerciante e as redes de adquirência. A diferença reside no fato de que um facilitador presta um serviço financeiro, similar a um banco. Os lojistas recebem o valor da transação, ao passo que o intermediador assume a responsabilidade e os riscos pela cobrança.

Em grande parte dos casos, a transação ocorre na própria plataforma do intermediador. Assim, após a finalização da compra na loja virtual, o usuário é direcionado para outra página, onde realizará o pagamento. No entanto, hoje também existem modos de pagamento por meio de token, em que não é preciso ser redirecionado para um novo ambiente virtual para concluir o pedido.

O processador de pagamento conta com algumas limitações que devem ser destacadas. As formas de pagamento, como as bandeiras de cartão de crédito aceitas podem ser limitadas, visto que o operador oferece uma solução fechada para os lojistas. Além disso, podem existir restrições quanto às plataformas de e-commerce.

Vantagens de utilização

Agora que você sabe mais sobre o que são os gateways de pagamentos e quais as diferenças destes em relação aos intermediadores, confira algumas vantagens de sua utilização.

Confere maior segurança

O cenário para gestores que desejam investir mais no comércio online e aumentar o faturamento é positivo. Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE, de 2016 para 2017, houve um aumento de 5,6 pontos percentuais de domicílios que utilizavam internet no Brasil. Segundo o estudo, o serviço de acesso a web chega a três de cada quatro lares no país.

No entanto, uma barreira que ainda precisa ser quebrada são as questões de segurança que envolve uma compra no e-commerce, uma vez que muitos usuários ainda não se sentem confiantes e preferem comprar nas lojas físicas. Com o gateway de pagamento, os dados do seu cliente estarão protegidos por firewalls avançados e sistemas de criptografia de dados.

A flexibilidade na conexão de sistemas antifraudes instalados na plataforma é outro aspecto importante que agrega mais proteção à compra, inclusive para o lojista. Com o gateway de pagamento, é possível realizar análises em todos os pagamentos e evitar possíveis casos de fraude, cartões roubados e clonados.

Ajuda no aumento das taxas de conversão

Durante suas experiências de compra na internet, já ocorreu de na hora do pagamento você ser direcionado para outro site, ficar desconfiado ou perder a paciência com a demora e desistir da compra? Saiba que isso ocorre com frequência nas compras online.

O momento do checkout é um ponto crítico do processo de compra, pois a taxa de desistência é alta. E é exatamente por esse fator que esse tipo de gateway ajuda no aumento das taxas de conversão. Visto que ele conecta diretamente o e-commerce com os bancos e as operadoras de cartão, o cliente não precisa ser redirecionado para outra página.

Além disso, essa interface de pagamentos online tem uma grande adaptabilidade para qualquer tipo de processo de checkout e cobrança. Portanto, o cliente dispõe de mais opções para concluir a compra e, assim, contribuir para o aumento da taxa de conversão do negócio.

Possibilita a redução de custos

Se o seu orçamento anda um pouco apertado, mas investir na plataforma online é um objetivo, saiba que sua empresa pode economizar uma quantia razoável ao adotar o gateway de pagamento. Para começar, você conta com a possibilidade de negociar diretamente com as instituições financeiras e obter uma taxa mais compatível com o budget.

Ademais, o gateway realiza a cobrança de acordo com o volume de vendas. Dessa forma, se o seu e-commerce está em expansão, as oportunidades de economia são ainda mais atrativas. E não esqueçamos que, ao diminuir o tempo do pagamento e por fazer a comunicação com as instituições bancárias e de crédito, o gateway reduz o custo de manutenção do sistema financeiro do negócio.

Facilita a integração

Se você ainda está começando a caminhar no mundo do e-commerce, a facilidade dos processos é uma característica que deve ser almejada sempre. Com isso, essa ferramenta apresenta mais uma vantagem: é necessária uma única integração para viabilizar as transações financeiras da sua loja online.

Você não precisará fazer associações com os diversos bancos e operadores, visto que o gateway possibilita uma incorporação simples e com qualquer tipo de sistema. O gestor pode assumir completamente o processo de compra e atribuir maior agilidade.

Conhecendo duas opções: Mundipagg e Yapay

Mundipagg

A Mundipagg é uma empresa que oferece soluções de pagamentos online. Sua proposta principal é possibilitar que os gestores foquem no negócio ao possibilitar pagamentos rápidos e simples.

A empresa é relativamente nova, visto que começou a atuar no mercado em 2012 como uma startup. A Mundipagg tem integração com diversas plataformas, ERPs, agências e plugins, fator essencial para quem deseja uma plataforma de e-commerce robusta e eficiente.

Yapay

A plataforma de pagamentos online Yapay faz parte do Grupo Locaweb e oferece serviços no ramo de intermediação e recebimentos de pagamentos online há mais de sete anos. Suas soluções são focadas no alto desempenho e na conversação da loja online.

Aproximadamente 700 mil transações mensais, mais de 3500 clientes ativos e cerca de 1,5 bilhão transacionados em 2017. Esses são alguns números que traduzem a operação da Yapay. Além disso, vantagens que essa plataforma pode agregar para o seu negócio são inúmeras. Veja algumas abaixo:

  • painel administrativo para customizar as configurações das formas de pagamentos;
  • função de cancelamento para compras realizadas com cartão no mesmo dia;
  • integração simples com diversas plataformas e ERPs;
  • re-tentativa de pagamento para transações não autorizadas.

Por fim, é importante destacar que você deve analisar o seu negócio para identificar as soluções de pagamentos mais indicadas. Mas, se o objetivo é vender bastante e aproveitar todos os recursos que a plataforma de e-commerce pode oferecer, o gateway de pagamento é uma boa solução em longo prazo.

Baixe o e-book: montar
e-commerce de sucesso
Saiba como aproveitar um mercado que movimenta quase R$60 bilhões por ano ao iniciar uma operação online de sucesso!

Quero ler o e-book agora!