Início Logística Picking, packing e a garantia de um bom serviço

Picking, packing e a garantia de um bom serviço

picking-e-packing

Quando se fala em varejo digital, também é muito importante pensarmos em agilidade na embalagem e entrega para que o produto chegue conforme o tempo estimado e da forma correta na casa do cliente.

Os processos de picking e packing são facilitadores para esses procedimentos e ainda evitam gastos desnecessários com estoques de produtos com pouca saída. A parte da entrega é um dos setores que mais recebem reclamações no meio digital, portanto, evitar atrasos e retrabalho nesse processo é o caminho para um atendimento cada vez mais satisfatório.

Vamos começar explicando a diferença entre os dois termos: enquanto picking consiste no momento de separação e preparação dos pedidos de vendas, o packing é o processo seguinte, que merece igual atenção, que é a acomodação do produto na embalagem.


O processo de picking

A coleta dos produtos no estoque, a quantidade desejada do pedido, toda a atenção ao detalhe é ideal nessa etapa, como forma de se preocupar com a entrega perfeita do produto.

O que não se imagina é que o picking é responsável por aproximadamente a metade das despesas totais de funcionamento do armazém dos produtos. Mas é um processo fundamental para o sucesso da venda do e-commerce.

Cada empresa necessita organizar o modelo que funciona para o seu negócio, já que os produtos são distintos se pensa em métodos diferentes de picking, como o discreto (onde cada colaborador faz a busca do produto, executando a operação completa, ou por zonas específicas, onde cada profissional atende somente uma linha de produtos). Tudo depende muito do tamanho da empresa e do tipo dos produtos.

E o packing, como é?

Após a separação do produto é feito o processo de empacotamento e acomodação dos produtos e embalagem. A escolha por caixas ou pacotes depende da proposta de marketing da empresa. O importante aqui é que as embalagens sejam apropriadas para o produto, sendo úteis para os cuidados que a entrega pede. Por exemplo, se o produto é de material frágil como vidro, deve ser embalado em plástico especial e caixas resistentes, se forem garrafas, em caixas com separadores internos.

O mercado cada vez mais exigente

Mesmo em anos de crise, no Brasil as vendas online continuaram em constante crescente. Em consequência disso, o consumidor passou a ser mais exigente, e a internet deu voz ativa para sugestões e reclamações, ou seja, atrasos na entrega, quantias ou produtos errados trazem prejuízos para a reputação da marca e também dor de cabeça para a empresa.

Pesquisas indicam que o prazo de entrega e o frete têm quase o mesmo peso que o preço do produto na decisão de compra.

Ou seja, a logística é tão importante quanto pensar no produto ou no marketing de venda e o picking e o packing são fundamentais, pois quando são bem-feitos, possibilitam maior desempenho e, muitas vezes, até aumento de vendas.

A rotina dos processos são a chave do sucesso

Para a loja melhorar a cada experiência de compra, é importante que a rotina do picking e do packing estejam alinhadas e funcionando. Lá vão algumas dicas interessantes para que tudo ande conforme o esperado:

  • Elabore uma estimativa de tempo da separação do pedido e quantos pedidos cada colaborador é capaz de coletar a cada hora trabalhada. Tudo pensando em evitar atrasos nesse primeiro processo.
  • Também avalie quanto tempo o separador de pedidos fica parado e, quem sabe, utilize essa mão de obra em outro procedimento.
  • Não deixe que os produtos fiquem na fila de espera para serem despachados, evitando apuros de trabalho e também acúmulo de pedidos para serem entregues.

Tudo é questão de organização

Os processos de picking e packing são bastante manuais e também responsáveis por boa parte do custo de mão de obra do e-commerce. Eles também influenciam no tempo de execução do ciclo total do pedido, ou seja, desde a compra até a entrega final.

Mas quando esses processos são bem organizados, poupam tempo e evitam desgastes desnecessários, sendo responsáveis pelo sucesso de vendas. Falamos disso em todos os portes de empresas, desde as pequenas, as médias e as grandes.

São processos logísticos que parecem não ser tão determinantes, mas que exigem muita atenção e organização, pois qualquer erro pode causar péssimas experiências aos clientes.

O packing como estratégia de marca

Quando pensamos na finalização dos pedidos que chegam pela loja virtual, é possível já imaginar o cliente recebendo a mercadoria em casa. E quando o tipo de negócio permite, é criativo e surpreendente utilizar o packing também como uma estratégia de marketing, e deixar a sua clientela satisfeita e feliz.

Investir em embalagens diferentes, ou personalizadas de acordo com o pedido, ou com algum período ou data comemorativa é bem simpático e fará aquela experiência ser única. Não esqueça que o cliente do e-commerce também pode ser fiel a uma marca ou serviço, quando ele for bem executado, cumprir os prazos e superar as expectativas.

Para melhorar a performance

Mesmo sendo processos relativamente simples, o picking e o packing são considerados métodos de precisão. E a melhor solução para diminuir ainda mais erros ou enganos é fazer os processos funcionarem através de plataformas integradas, como o ERP junto ao e-commerce. Assim, o pedido é registrado com todas as informações que vão automaticamente para o setor de separação e embalagem, tornando tudo mais rápido e evitando ruídos de informação.

Utilize o cupom #tray, teste o Bling grátis por 90 dias, e veja na prática como melhorar a produtividade do seu negócio.