Início Plataforma B2B Veja 4 sinais de que é hora de trocar sua plataforma de...

Veja 4 sinais de que é hora de trocar sua plataforma de e-commerce

trocar-plataforma-ecommerce

Lojas virtuais são negócios dinâmicos, que precisam se adaptar constantemente ao mercado — ainda mais quando o lojista está sempre focado no crescimento da empresa. Muitas vezes esse novo momento se torna incompatível com a plataforma de e-commerce atual. Ela pode se tornar limitadora, insuficiente ou fora do escopo que você alcançou com o negócio.

Como então decidir que é o momento de trocar? Vamos apresentar os 4 sinais que apontam para isso e ainda dar algumas dicas sobre como deve ser feito o processo. Confira!

 

Os 4 sinais mais evidentes de que é hora de mudar a plataforma de e-commerce

Um bom gestor de e-commerce sabe quando sua própria estrutura está atrapalhando o crescimento da empresa, mas muitas vezes é difícil saber que um dos elementos é determinante para isso.

Quando o culpado é a plataforma de e-commerce, existem alguns pontos bem simples de identificar que apontam para essa necessidade de mudança. Confira quais são os 4 mais comuns.

1. O negócio atingiu algum dos limitadores da plataforma

Dependendo da opção entre fornecedores e planos, a plataforma que você tem atualmente pode não atender tão bem às necessidades da loja virtual.

Portanto, o primeiro ponto é quando você começa a atingir os limitadores da plataforma: de cadastro (quantidade de produtos), de pedidos, de pageviews, etc.

Algumas plataformas informam um número máximo de pageviews e, depois disso, passam a cobrar por excedente. A partir desse momento, é preciso levar em consideração outras opções disponíveis no mercado.

2. A plataforma não oferece soluções de inovação

Pelo próprio dinamismo do setor, o e-commerce que não se preocupa em inovar dificilmente consegue competir por muito tempo — e muitas dessas ferramentas de inovação precisam vir da plataforma.

Alguns sinais de que é hora de trocar surgem quando a plataforma não tem um recurso novo lançado pelo Google que melhorar o ranqueamento, uma integração desenvolvida com determinado marketplace ou uma mudança de SEO que poderia gerar benefícios à loja.

Se você percebe que a solução está um pouco defasada em relação ao mercado e começa a interferir negativamente na evolução do produto, isso representa mais um indício para cogitar a mudança.

3. Sua loja virtual precisa de mais funcionalidades para acompanhar o crescimento

Outro ponto é quando você escala suas vendas e precisa de mais funcionalidades. Supondo que as vendas estejam elevadas no varejo e você queria começar a atuar no atacado, seria interessante ter funcionalidades como valor mínimo de pedido e faixa diferenciada de preços por pedido, por exemplo.

Essas não são funcionalidades novas no mercado, mas algo que já existe e que seria ideal após atingir determinado patamar. Se a plataforma não apresenta essas características, é interessante para a empresa procurar outra solução.

4. Os custos da plataforma já não são compatíveis com o seu retorno

Quando optamos por determinada ferramenta para a nossa empresa, pensamos em adequar o que precisamos ao que podemos pagar e achar o melhor equilíbrio.

O problema é que esse balanço não será favorável sempre. O serviço pode aumentar de preço ou o modelo de entrega pode se tornar menos vantajoso.

Nesses casos, o gerente precisa sempre estar atento ao mercado para perceber quando uma nova solução se torna mais convidativa e alinhada aos seus objetivos.

Os passos para trocar a plataforma de e-commerce sem erro

Ao identificar algum desses sinais, seu trabalho está apenas começando. Se a solução para crescer é trocar a plataforma, podemos dar algumas dicas de como fazer essa migração com poucos riscos e muita inteligência. Confira!

Entender e definir a razão da migração

A primeira coisa a fazer é definir quais dos sinais que listamos estão mais aparentes e impactam mais no seu negócio. Priorizar as razões da mudança vai guiar melhor a sua pesquisa para resolver essa questão.

Encontrar a opção certa

Após entender do que a loja precisa, é hora de pesquisar quais soluções no mercado vão suprir melhor essa necessidade.

É muito importante, por exemplo, fazer um levantamento do que se tem na plataforma atual para ver se você também terá na futura escolha. A ideia é agregar funcionalidades, não substitui-las.

É interessante também levantar todos os pontos da plataforma atual e ver as suas reais necessidades para ir atrás de uma migração que vá fazer sentido e trazendo melhorias.

Elaborar um plano de migração com etapas bem delimitadas

Lembre-se que você não tem apenas que escolher a opção certa e pronto: trata-se de um investimento. Você não tem que pagar apenas a plataforma nova, mas toda a implantação.

Esse tipo de migração gera um prejuízo no seu ranqueamento, devido ao Google ter que indexar novamente as páginas. Por isso, todos os outros processos têm que ser bem cuidados para que não haja um prejuízo grande.

Esse é um processo como qualquer outro de implementação de tecnologia. É preciso definir o porquê, como, quando e quem. Os passos lógicos desenhados no seu planejamento vão garantir uma transição suave e que ofereça as vantagens que você busca na nova plataforma desde o início.

Os cuidados na hora de migrar

Não é porque você está apostando em uma plataforma nova que as vantagens dessas novas funcionalidades estão garantidas. Por isso, vamos terminar este post reforçando os cuidados necessários durante a migração.

Nesse processo, é preciso ter cuidado para redirecionar as páginas antigas para a plataforma nova. As estruturas podem ser diferentes, necessitando de redirecionamento.

Por isso, é necessário entender as origens das receitas de hoje, para ver se vão coincidir com as de amanhã. Às vezes a pessoa faz a migração e para de vender por meio de tráfego orgânico. Você precisa entender o que aconteceu e, se houve algum tipo de falha, entender o que pode ser feito para resolver.

Muitas vezes o gestor da loja online faz uma mudança de plataforma que altera layout, categoria, produto e os resultados de forma geral caem, sem saber o que exatamente ocasionou a queda de vendas. É interessante separar esse processo em fases e fazê-lo de forma organizada, para identificar qualquer possível perda de faturamento.

A participação de profissionais especializados é uma garantia de que é possível migrar sem grandes prejuízos. Empresas especializadas em e-commerce e SEO podem ajudar a sua loja a colher apenas os benefícios dessa transição.

A plataforma de e-commerce é a base do sucesso do seu negócio, por isso você não pode se acomodar. Se qualquer um desses sinais de alerta estiverem na sua cabeça, é hora de ir ao mercado, seguir nossas dicas e investir em uma loja virtual cada vez melhor.

Baixe o case: migração
Livraria Florence
Saiba como a Florence teve um crescimento 126% no tráfego orgânico e de 85% na receita desse canal após a mudança de plataforma!

Quero ler o e-book agora!